Posts Tagged ‘Terminal’

PostHeaderIcon Outro aquário para seu GNU/Linux…

Dessa vez, a dica não é para o terminal de comandos, entretanto, a exemplo do Steam Locomotive e do Asciiquarium, é apenas mais um item para compor a lista de inutilidades para ambientes GNU/Linux. Nos raros tempos de folga, para descontrair, procurar por tais "futilidades linuxers" é, antes de tudo, uma mania quase que incontrolável e, também, uma forma de se divertir um pouco.

Seguindo a linha "aquática". a bola da vez é o xfishtank, que transforma seu background estático em um verdadeiro aquário em movimento, por onde transitam peixes dos mais variados estilos, tamanhos e formatos, cobras marinhas, arraias, além, é claro, dos temidos tubarões. O mais interessante dessa solução é a leveza proporcionada pelo mundo marinho ao seu ambiente de trabalho. Enquanto trabalha, você acompanha a vida marinha seguir seu curso natural!

 

Apesar de ser um aplicativo antigo e estar disponível nos repositórios default de muitas distribuições GNU/Linux, o xfishtank, entretanto, é pouco conhecido até mesmo para usuários GNU/Linux mais antigos. E, como não poderia ser diferente, sua instalação é bastante simples, principalmente em distros que possuem um bom gerenciador de pacotes. No Ubuntu, por exemplo, a instalação resume-se ao seguinte comando:

$ sudo apt-get install xfishtank

Read the rest of this entry »

PostHeaderIcon Um (ascii)aquário no seu terminal…

É uma prática que me acompanha há anos: aproveitar meu pouco tempo livre para procurar por "inutilidades engraçadas e divertidas". Fã confesso da linha de comandos e defensor do poder de um bom terminal como uma ferramenta poderosa para o dia-a-dia de qualquer administrador de sistemas Unix ou qualquer outro tipo de profissional que necessite interações mais avançadas com esse tipo de sistema operacional, dediquei parte desse período de decanso para, exatamente, encontrar "futilidades" voltadas o terminal que possui, frequentemente, fama de "carrancudo" e "pouco divertido".

Tema de um post recente aqui do meu site, o "sl" (Steam Locomotive) provê uma forma, no mínimo engraçada, para lidar com um dos erros mais comuns dentre aqueles que utilizam o terminal de comandos: trocar as letras do popular comando "ls" por "sl", foi. Nesse caso, ao invés de receber um frio "comando não encontrado" (ou "command not found" nos sistemas instalados em inglês), uma locomotiva em formato texto atravessa sua janela de comandos.

O período de busca ainda me permitiu conhecer o Asciiquarium, um verdadeiro aquário dinâmico que exibe a vida marinha em seu terminal. Peixes dos mais variados formatos e tamanhos, baleias e barcos fazem parte do cenário. E, como não poderia deixar de ser, regido pelas leis naturais, até o tubarão faz uma aparição repentina, devorando os peixes menores que encontra pela frente… De vez em quando, um barco a velas também passa pela superfície, alheio a toda a movimentação marinha submersa nos mares dos caracteres.

Quer instalar o Asciiquarium? Dá uma olhada no restante do post, então…

 

Read the rest of this entry »

PostHeaderIcon Cuidado com o “ls”!

Não é raro, principalmente para aqueles que tem certa habilidade com o teclado, digitar comandos no terminal de um sistema GNU/Linux trocando ou invertendo as letras. Atire a primeira pedra aquele que interage com o sistema do pinguim diariamente e nunca cometeu esse tipo de erro. Comandos com nome pequeno são as maiores vítimas desses enganos e nessa lista o "ls", seja pela frequência com que é utilizado, seja pelo seu nome composto de apenas duas letras, certamente disputa as primeiras colocações.

De tão comum é o engano em trocar o "ls" por "sl" que o último acabou se tornando um pacote de software de verdade somente para fazer com que algo diferente de um "command not found" apareça em seu terminal quando você cometer o engano de trocar as letras do comando "ls". Nesse caso, uma vez instalado o pacote "sl" (Steam Locomotive), todas as vezes que o clássico erro acontecer, uma locomotiva, desenhada apenas com caracteres, atravessa todo o seu terminal!

Em sistemas baseados no sistema de gerenciamento de pacotes APT (Debian GNU/Linux, Ubuntu Linux, etc), basta executar o seguinte comando (como super-usuário) para instalar o sl:

# apt-get -y install sl

Útil? Nem tanto. Ao menos é divertido…