PostHeaderIcon Meu eeePC 701 e o Ubuntu 11.04.

Assim que a febre dos netbooks começou a se espalhar, comprei o Asus eeePC 701, um dos modelos de mais sucesso desse tipo de equipamento e precursor de muitos outros notebooks que foram lançados posteriormente. Apesar de já ser um pouco antigo, eu ainda o utilizo para fazer tarefas menores e algumas “experiências”, principalmente envolvendo segurança de sistemas e redes. Enfim, o meu eeePC 701 desempenha uma função de coringa em meio aos meus computadores.

Já utilizei diversas distribuições Linux nesse equipamento. Aliás, foi essa uma das razões pelas quais eu o adquiri. Testar algumas distribuições Linux é um hobby antigo. Além da distro original, o Xandros, que durou poucas horas no equipamento, já testei diversas outras opções baseadas em Debian, o Eeebuntu, o Easy Peasy, dentre outros. O Ubuntu passou, então, a ter uma versão oficial para esses equipamentos: o Ubuntu Netbook Remix, que comecei a utilizar em meu Asus eeePC 701. Entretanto, esse produto passou a ser integrado ao Ubuntu padrão. Ou seja, a partir de então, a mesma imagem ISO poderia ser utilizada para notebooks e netbooks.

Recentemente, então, resolvi atualizar o sistema operacional dele para o Ubuntu 11.04 (32 bits). Aproveito, então, esse rápido post para compartilhar algumas informações mais básicas. Gravei a imagem ISO em um pen drive mas, para minha surpresa, o instalador detectou um problema que impedia a instalação de prosseguir: o espaço mínimo sugerido para instalação é 4.4 GB, entretanto, o Asus eeePC 701 conta apenas com um SSD de 4 GB. A solução foi, então, fazer o download da versão alternate do Ubuntu 11.04 e a instalação transcorreu sem mais problemas.

Quanto ao particionamento, não utilizei partições separadas para os diversos diretórios muito menos qualquer recurso de LVM. Afinal de contas, trata-se de um pequeno disco de 4 GB. Outra recomendação interessante: não utilizei qualquer partição de swap. Existem muitas discussões com relação ao limite de operações de escrita que um SSD pode suportar antes de apresentar problemas. Fóruns repletos de comentários sobre essas questões estão publicados Internet a fora. Não utilizar uma partição de swap é uma forma de reduzir um pouco essas operações e ainda uma boa oportunidade para ver como o sistema iria se comportar. Em meu caso, a ausência do swap não foi um problema uma vez que meu Asus eeePC 701 possui 2 GB de RAM, mais do que suficiente para o tipo de uso que faço desse equipamento. Após a fase de particionamento, o instalador “reclamou” da ausência de uma partição de swap, mas não impediu que eu prosseguisse com a instalação.

Feito isso, decorridos alguns minutos, estava com o Ubuntu 11.04 instalado em meu eeePC. De imediato, desinstalei alguns pacotes desnecessários para economizar espaço tal como o Evolution, jogos, dentre outros.

Por fim, utilizei o tmpfs, um sistema de arquivos que é mapeado na memória RAM, para montar os diretórios /tmp e /var/tmp. Para isso, basta editar o arquivo /etc/fstab acrescentando as seguintes linhas:

tmpfs		/tmp		tmpfs	size=100M,mode=1777	0 0
tmpfs		/var/tmp	tmpfs	size=100M,mode=1777	0 0

Logicamente, como tmpfs é mapeado na memória RAM, o conteúdo desses diretórios é apagado todas vezes que seu noteebok é desligado. Bem, sem problemas nesse caso porque o conteúdo desses diretórios deve ser, presumidamente, temporário. Feito esse processo, no próximo reboot o pequeno eeePC já deve separar os dois diretórios dos demais que estão gravados no SSD.

Para verificar se essa configuração funcionou, após reiniciar o computador, execute o comando “mount” e tente localizar linhas semelhantes às apresentadas a seguir:

tmpfs on /tmp type tmpfs (rw,size=100M,mode=1777)
tmpfs on /var/tmp type tmpfs (rw,size=100M,mode=1777)
Bem, acho que é isso. Até agora, tudo funcionando normalmente. Aliás, escrevo esse post de meu Asus eeePC 701. Existem muitas outras experiências e configurações interessantes para fazer com um equipamento como esses. Mas, vamos deixar isso para outras oportunidades.

2 Responses to “Meu eeePC 701 e o Ubuntu 11.04.”

  • Muito bacana sua dica Jansen.
    Obrigado pela ajuda.

    Abs,
    Ernesto (Tito)

  • Anderson disse:

    Gostei muito do material, pois tenho a mesma maquina e horas quero colocar um novo distrito para ver como ele funciona…este tempo fui na onda de coloca o android, o que me deixou feliz que nem criança pela rapidez de uma maquina que acabei tendo um certo apego, mas claro para a funcionalidade do dia-dia não me deu muitas opções por querer cumprir a função de um netbook para auxiliar meus serviços nas escolas..parabéns pelo Material, tinhamos que criar um fórum só do Eee pc 701. hehee

Leave a Reply