PostHeaderIcon Um livro “shell” de bola!

Não lidar bem com a língua inglesa certamente representa um empecilho significativo para os profissionais da área de computação. Isso se deve ao indiscutível fato de que, a maioria das publicações de qualidade tais como livros, manuais, HOW-TOs e outras referências estão nessa língua. Em outras palavras, isso significa estar sempre atrasado com relação aos demais profissionais da competitiva e dinâmica área de computação que estão aptos a se informar por meio de material publicado em inglês.

É certo que já existem várias publicações em português. Entretanto, parte considerável delas são traduções mal-feitas e, em geral, pouco didáticas, de livros escritos originalmente em inglês. Em especial, com relação a temas referentes à Linux, a quantidade de conteúdo disponível na língua inglesa é ainda maior com relação ao publicado em português. Entretanto, parece que a situação vem mudando e nesse contexto, não há como não citar o livro “Programação Shell Linux” de Júlio César Neves publicado pela Editora Brasport. Não é à toa que a obra chega a sua 6a. edição e já conta com mais de 400 páginas.

O assunto? Bem, sem sombra de dúvida, programar com fluência em shell script é uma ferramenta poderosa para administradores de sistemas, desenvolvedores e até usuários de sistemas Linux. Com esse recurso é possível, dentre outras coisas, desenvolver scripts capazes de atender muitas das suas necessidades de maneira específica e personalizada, além de permitir a automatização de muitas das suas tarefas rotineiras.

O livro do Júlião, como é chamado entre os amigos, está dividido em duas partes: na primeira, estão inclusos os comandos básicos e alguns avançados de Linux, fundamentais para a composição de shell scripts. A segunda, detalha o desenvolvimento em si de shell scripts utilizando os componentes apresentados na primeira parte. O livro contém ainda um rico apêndice que trata de assuntos igualmente importantes para os amantes do sistema do pingüim como a linguagem AWK, expressões regulares, desenvolvimento de CGI com shell script e o uso da ferramenta dialog, que viabiliza a criação de menus de maneira fácil e rápida como forma de enriquecer ainda mais os scripts desenvolvidos por você.

Outra boa notícia é que o livro praticamente fala com o leitor, pelo fato de ser escrito ao estilo do próprio autor: divertido e simples! Recheado de exemplos, “Programação Shell Linux” conta ainda com um CD que possui o código-fonte de todos os exemplos apresentados e discutidos. Outra novidade consiste na inclusão de um capítulo que trata do agendamento de tarefas em sistemas Linux. Esse recurso, quando combinado aos scripts desenvolvidos para atender suas necessidades, pode compor uma solução poderosa para economizar parcela considerável do seu tempo no que se refere à execução de atividades de rotina.

Bem, mais do que isso, só você comprando o livro mesmo pra conferir! Após terminar de ler, você provavelmente vai sentir “shelldades” e querer mais!

Leave a Reply